CDL INFORMA

NOTÍCIAS

03/08/2018 10:07

Prostituição, brigas e tráfico de drogas são ocorrências registradas com freqüência pela PM nas proximidades da rodoviária de Juína

  • Fonte: Juína News
Foto: Reprodução

Um dos pontos da cidade que deveria ser um cartão de visitas para os viajantes que aqui chegam, tornou-se um motivo de vergonha e repúdio para toda uma sociedade que já não está mais suportando tantas baixarias e atos ilícitos, como consumo de drogas, travestis e prostitutas seminus, e boca de fumo funcionando 24 horas por dia.

Essa é a situação de estabelecimentos comerciais (bar) que deveriam ser apenas um comércio no centro da cidade, mais precisamente na Rua Eugenio Bergamin, próximo a estação rodoviária da cidade.

Última ocorrência

Na noite do dia 01 de agosto, a equipe do SAMU foi acionada por populares, que por sua vez acionou a Polícia Militar para atender uma ocorrência de principio de incêndio em um apartamento no segundo andar do bar GUERREIRO, onde a vítima Daniel Marque Lobato, relatou que seu ex-convivente Evandersom Moraes Westphal, encontrava-se furioso e queimando seus pertences em sua casa.

À Polícia, Daniel revelou que o motivo da ira de Evanderson era o fato de Daniel ter terminado o relacionamento amoroso com o mesmo e ter pedido que o mesmo saísse de sua casa, em seguida Daniel saiu para comer, e quando voltou se deparou com seu ex totalmente transtornado e colocando fogo em seus pertences.

Com a chegada da guarnição policial, o suspeito saiu através do forro e se escondeu na sacada de um apartamento vizinho, onde lhe foi dado voz de prisão e o mesmo não reagiu e para segurança o suspeito foi algemado, pois seu estado era de transtorno total, sendo encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), com um corte no ombro direito, e recebeu atendimentos dos profissionais de saúde.

Daniel se recusou a acompanhar os policiais para confeccionar o boletim de ocorrências contra seu ex convivente.

Indignação e revolta

Os comerciantes do entorno da estação rodoviária de Juína estão revoltados com a situação que está mais que caótica naquela região, onde uma comunidade está obrigada a conviver com usuários de drogas, traficantes, prostitutas, som alto, palavrões de baixo calão e muitas outras anormalidades que levou os comerciantes a se unirem através de um documento de abaixo assinado para que medidas de resolução sejam tomadas referentes aos acontecimentos e fatos ocorrido no local cima citado.

Pessoas da sociedade juínense têm evitado transitar pelas proximidades da rodoviária, o que faz com que o comércio daquela região sofra prejuízos e muitos deles já fecharam as portas.

População

Algumas pessoas que passavam no local na hora da ocorrência falaram se mostraram indignadas, uma vez que naquele local sempre houve esse tipo de problema, é usuários consumindo entorpecentes em plena luz do dia, sem se importar com a presença de famílias que precisam freqüentar a estação rodoviária e até mesmo alguns comércios da localidade, haja visto que bem próximo do local dos fatos existe um prédio que abriga um órgão público governamental a defensoria pública da união (DPU) sendo necessário que as pessoas que precisam dos serviços do mesmo tem que ir até o local. Já houve registros de pessoas estacionarem seus veículos nas proximidades e ter os mesmos danificado pelas ações maléficas dos freqüentadores da “cracolândia” Juínense, como muitos denominam o local.

Medo 

Segundo alguns comerciantes que não quiseram se identificar temendo represálias, muitos estão pensando em abandonar de vez o local e migrarem com seus comércios para outros locais e até mesmo mudar de cidade, pois com a ameaça constante dos usuários de drogas e até de traficantes, alguns comerciantes estão tendo dificuldades até mesmo de cumprir com as contas rotineiras como, energia, água e até o pagamento do alvará de funcionamento.

 

 

Comentários

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Comentar