CDL INFORMA

NOTÍCIAS

09/07/2018 17:05

Médico de Michael Jackson diz que pai do astro era um dos piores da história

"Era horrível e além da imaginação e das palavras", diz Murray no vídeo, falando dos supostos abusos de Joe contra Michael e seus irmãos

  • Fonte: REVISTA MONET
Foto: Getty Images

O famoso médico de Michael Jackson, Conrad Murray, não disse palavras bonitas sobre o falecido Joe Jackson. Dias após a morte do patriarca, o portal The Blast divulgou um vídeo chocante do ex-cardiologista contando tudo sobre seu ódio por Joe. "Joe Jackson foi um dos piores pais para seus filhos na história", diz Murray, de 65 anos, no clipe.

"A crueldade expressada por Michael que ele havia vivido nas mãos de seu pai, particularmente o mau tratamento e, além disso, o fato de que ele foi castrado quimicamente para manter sua voz estridente, está além das palavras", diz ele. Antes de sua morte, Joe falou sobre seu relacionamento com o filho famoso, contando a seus entes queridos que ele se arrependeu de seu comportamento e desejava ter estado ao lado do cantor em seus momentos finais.

“Eu sabia e me importava muito com Michael e ele me contou sobre os muitos sofrimentos que ele teve nas mãos de seu pai”, continua Murray no clipe.

Segundo o RadarOnline.com, Murray passou dois anos na prisão após ser considerado culpado pelo homicídio involuntário de Michael Jackson. O médico admitiu que ele deu ao Rei do Pop os 25 mg de propofol que causaram sua morte, embora ele tenha dito que foi Michael quem pediu a dose com objetivo de que ela curasse sua insônia.

"Era horrível e além da imaginação e das palavras", diz Murray no vídeo, falando dos supostos abusos de Joe contra Michael e seus irmãos. "Eu não iria derramar uma única lágrima pela morte deste cruel e malvado homem, Joe Jackson". “Dizem que só os bons morrem jovens. Espero que Joe Jackson encontre a redenção no inferno”, conclui ele.

Joe Jackson morreu no dia 27 de junho, depois de perder sua batalha contra o câncer de cólon.

Comentários

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Comentar