CDL INFORMA

NOTÍCIAS

16/05/2018 15:56

Galvão pede gravações de sessão e tenta suspender votação que permitiu reeleição de Malheiros

  • Fonte: Olhar Direto
Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

O vereador Misael Galvão (PSB), um dos parlamentares que pretende disputar a Presidência da Mesa Diretora da Câmara de Cuiabá, disse que irá entrar com mandato de segurança para suspender a votação que garantiu o direito do atual presidente, Justino Malheiros (PV) buscar a reeleição.

O projeto de Lei que alterou o regimento interno da casa foi votado na manhã de terça-feira (15) de forma polêmica e terminou empatado em 12 a 12, tendo o voto de minerva de Malheiros. Durante a sessão houve bastante discussão envolvendo o próprio Regimento Interno e a Lei Orgânica do município.

A divergência era quanto ao quórum necessário para a aprovação da matéria. Os que estavam contra, argumentavam que o regimento interno versava sobre um terço dos políticos presentes. Porém, a Procuradoria da Câmara deu parecer sobre a maioria simples dos votos, respeitando a Lei Orgânica do município, que seria superior.

Segundo Misael Galvão, a votação para fazer alterações no regimento interno precisaria de pelo menos dois terços e que pretende recorrer a justiça. Ele também deixou a entender que a regra não pode ser alterda no meio do 'jogo' para atender interesses.

“Vejo com muita tristeza nosso regimento ser rasgado neste momento, mas acreditamos na justiça. Por isso eu pedi toda a gravação da sessão. Vamos entrar também com um mandado de segurança para que o nosso regimento possa ser cumprido”, disse o parlamentar ao término da votação.    

“Fico triste porque em uma situação se usa o regimento interno. Quando vai se discutir, talvez com todo o respeito, um projeto de interesse, ai sim vão usar outra lei, a Lei Orgânica”, avaliou o vereador.

A eleição da Mesa Diretora da Câmara de Cuiabá está marcada para o dia 25 de agosto. Com a decisão ocorrida no plenário nesta manhã, o atual presidente pode ser um dos candidatos.

Segundo vereador mais votado de Cuiabá, Misael ensaiou lançar-se candidato a presidente da Câmara na eleição da Mesa Diretora passada, mas recuou diante da vantagem de Justino Malheiros. Na ocasião, o atual presidente foi escolhido por unanimidade.

Comentários

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Comentar