CDL INFORMA

NOTÍCIAS

16/04/2018 13:57

"Meu pai não é cachorro, merecia ao menos socorro", lamenta filha de verdureiro atropelado por médica

  • Fonte: Olhar Direto
Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto/Ilustração

A filha do verdureiro Francisco Lucio Maia, de 48 anos, morto atropelado pela médica Letícia Bortolini, na noite deste sábado (14), na Avenida Miguel Sutil, região do bairro Cidade Verde, em Cuiabá, usou rede social para se manifestar. Em um postagem compartilhada em modo público, ela pediu justiça e lamentou o ocorrido. “Meu pai não é cachorro, merecia ao menos socorro”, disse Francimara Silva. 

“Gente sei que a justiça do homem é falha e que nada que eu faça vai trazer meu pai de volta, é uma dor muito grande, me ajude de alguma forma, vamos compartilhar comigo, para que esses médicos, se é que possam ser chamados disso, sintam na pele de alguma forma. Meu pai não é cachorro merecia, ao menos socorro... Quero apenas uma justiça”, disse ela. O post gerou manifestação de vários internautas, e até o fechamento desta matéria já possuia mais de 400 compartilhamentos e curtidas. À reportagem, a filha disse que segundo informações repassadas, a médica não teria prestado socorro, pois pensou que teria atropelado um cachorro.    
 
A médica foi presa em flagrante na noite de sábado (14), dentro de sua residência, em um condomínio de alto padrão, localizado no bairro Jardim Itália. Ela foi localizada após fugir do local do crime, na Avenida Miguel Sutil, porque uma testemunha a seguiu e acionou as autoridades. Conforme a Polícia Judiciária Civil (PJC), ela apresentou sinais de embriaguez, assim como o seu marido, que estava no veículo.

Francisco foi atropelado enquanto terminava de atravessar a via e tentava subir o carrinho de verdura na calçada. O delegado plantonista não arbitrou fiança e a médica passou por audiência de custódia na tarde deste domingo (15), onde teve prisão em flagrante convertida em preventiva. Em seu despacho, a juíza Renata do Carmo Parreira, da 11ª Vara da Justiça Militar e Custódia, disse que decretou a prisão da suspeita por considerar sua personalidade "criminosa”.

O caso

Um homem de 48 anos identificado como Francisco Lucio Maia, 48, morreu na noite deste sábado (14), após ser atropelado pela médica Letícia Bortolini, 35, na Avenida Miguel Sutil, região do bairro Cidade Verde, em Cuiabá. Letícia estava em um Jeep Compass, com o marido, e ambos fugiram sem prestar socorro à vítima. Na mesma noite, ela acabou sendo presa e encaminhada ao Cisc Planalto.

Comentários

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Comentar