CDL INFORMA

NOTÍCIAS

11/01/2018 14:15

Seaf e Desenvolve MT fortalecem projeto Pró Arroz em Rosário Oeste

Município, Estado e associação atuam de forma colaborativa no Pró Arroz

  • Fonte: Juína News com assessoria
Foto: Henrique Pimenta | Seaf MT

O Governo de Mato Grosso realiza projetos de fomento a agricultura familiar para fortalecer a economia dos municípios. Em Rosário Oeste, a Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (Seaf) junto do Desenvolve MT e parceiros municipais, idealizaram o projeto Pró Arroz.

O projeto consiste na implantação de unidades de referência tecnológica (URT) com o financiamento de R$ 200 mil pelo DesenvolveMT para 10 pequenos produtores de Rosário. Eles plantam arroz desde o fim de 2017, sob orientação do agrônomo Luiz Henrique Carvalho, da Seaf. Com o recurso, foram comprados kits para o plantio, com calcário, semente cambará e adubo.

“É um trabalho que tem o apoio da secretaria municipal de agricultura, sindicato de trabalhadores rurais e a associação, que discutiu o projeto com a Seaf e com o Desenvolve MT o fomento aconteceu, de fato”, disse o engenheiro agrônomo da Seaf, Luiz Henrique.

Segundo o presidente da Associação de produtores de arroz da Forquilha, Marcio Martins, o Estado presente junto com o agricultor familiar, favorece a produção e avanços. “Tinhamos dificuldade de acessar o crédito, mas com o Desenvolve MT e a Seaf, estamos motivamos, já plantando, e com a comercialização já garantida para uma empresa de Nova Mutum”.

A expectativa é que os 10 pequenos produtores produzam 20 toneladas de arroz nas 10 unidades de referência tecnológica já implantadas, que totalizam 200 hectares aproximadamente.

O Secretário de Estado de Agricultura Familiar, Suelme Fernandes, elogiou a parceria entre Estado, associações e município. “Com ações integradas junto das secretarias municipais de agricultura, a Seaf tem conseguido desenvolver projetos produtivos em várias culturas, como banana, limão, café e agora o Pró Arroz, que servirá de exemplo para outros municípios”.

 

Comentários

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Comentar