CDL INFORMA

NOTÍCIAS

05/12/2017 08:05

Curso de prevenção e reação a violência urbana foi realizado em Juína

  • Fonte: Juína News
Foto: Juína News

O curso de prevenção e reação a violência urbana que aconteceu nos dias 2 e 3 de dezembro em Juína, Mato Grosso, teve a finalidade de orientar os profissionais de Segurança em técnicas de prevenção fora do horário de serviço, assim como a avaliação de condições de reação ou não e em caso positivo, como deverá ser essa reação.

O curso teórico e prático foi ministrado pelo GOE (Grupo de Operações Especiais) da Polícia Civil do estado de Mato Grosso com apoio do sindicato dos policiais civis, academia de polícia e assembleia legislativa do estado. Participaram policiais civis, peritos, delegados, oficiais de justiça, bombeiros e outros profissionais.

Integrante da equipe de instrutores e chefe de operações do GOE, Edi Carlos, explica que o curso é uma necessidade, uma vez que policiais são alvos quando estão fora do expediente. “Esse curso é uma quebra de paradigmas nas instruções de tiro. Esse curso é inédito no Brasil. O intuito é treinar o policial, para que na hora que ele esteja de folga, ele saiba agir e se prevenir. Esse projeto vai contemplar o estado inteiro.” - destacou.

Ao todo, serão realizadas 14 turmas até o fim deste ano, atendendo as regionais de Cuiabá, Várzea grande, Alta Floresta, Sinop, Pontes e Lacerda, Cáceres, Nova Mutum, Juína, Barra do Garças, Tangará da Serra, Primavera do Leste, Rondonópolis, Água Boa e Confresa.

Para o tabelião, Rodrigo Herrera de Oliveira, do município de Castanheira é uma oportunidade única e foi importante para aprimorar seus conhecimentos. “É uma vontade que todo atirador esportista tem e essa é uma oportunidade única que nós estamos tendo aqui na região. Nós não temos incentivo e apareceu essa oportunidade, fomos convidados e é extremamente importante estarmos melhorando para que quando precisar fazer tudo certo, da melhor maneira.” - disse

Jean Adriano, que é o presidente da SIAGESPOC (Sindicato dos Investigadores da Polícia Civil), sub sede de Juína observou que o curso vem para corrigir algumas “falhas” por parte dos profissionais de segurança. “Com esse curso observamos algumas falhas rotineiras que estamos corrigindo, com a repetição e treinamento é que se consegue uma qualidade melhor no seus disparos e procedimentos em geral. A prevenção em reação é o objetivo do curso.” - observou.

O major Neto, comandante da 14ª CIBM (Companhia Independente de Bombeiros Militar) de Juína, destacou a importância do treinamento.

 “O curso é bastante importante, porque temos armamento e temos que treinar técnicas para manusear as nossas armas de forma segura. Nós estaremos preparados para agir em situação de ocorrências que sejam necessários disparos.”

O delegado de Polícia de Colniza, Edson Picke, também participou do treinamento e salientou a necessidade do melhorando operacional de armas em todas as situações. “O treinamento é constante, além de treinar junto com os instrutores, praticamos sozinhos e este curso vem para aperfeiçoarmos nossas ações de manuseio frente as situações corriqueiras que necessitem o uso de uma arma.” – salientou.

Também esteve participando do curso o delegado regional da Polícia Civil, José Carlos de Almeida Junior.

O curso contou com uma carga horária de 20 horas/aulas.

Comentários

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Comentar