CDL INFORMA

NOTÍCIAS

11/01/2017 15:58

Secretário participa de reunião com ministro da Justiça

  • Fonte: Juína News com Assessoria

Atendendo ao convite do Ministério da Justiça, o secretário de Estado de Segurança Pública, Rogers Elizandro Jarbas, participa no dia 17 de janeiro, às 9h30, da uma reunião com o ministro Alexandre de Moraes  e os secretários de Segurança Pública do país, bem como os responsáveis pela pasta de Assuntos Penitenciários das unidades da federação.

 

Serão apresentadas as medidas de efeitos imediatos já implementadas desde 1º de janeiro pelo Ministério da Justiça e pelas pastas de Segurança Pública e de Assuntos Penitenciários; a estruturação do Núcleo Nacional de Inteligência; apresentação da execução dos recursos do Funpen e sugestões para o aprimoramento do Sistema Penitenciário.

 

Durante a reunião, Rogers Jarbas reiterará o pedido já protocolado no Ministério da Justiça que pede o envio da Força Nacional para retirada dos invasores da Serra da Borda, em Pontes e Lacerda (457 km a Oeste), além da manutenção do policiamento federal na área da União, até que o Departamento Nacional de Produção de Minérios (DNPM) delegue a uma mineradora a exploração do ouro no local.

 

Também nessa reunião será discutido o envio dos equipamentos de choque para o fortalecimento das ações de pronto emprego das forças de segurança de Mato Grosso como: o Bope, cavalaria da PM, Rotam e GOE (Grupo de Operações Especiais). São equipamentos como granadas, munições, rádios, capacetes, veículos, bastões, fuzis, pistolas, escudos, gás de pimenta, dentre outros equipamentos. O Ministério da Justiça ainda não informou a data do envio dos materiais. Durante a reunião espera-se que o prazo seja definido.

 

No dia 16 de janeiro, o secretário adjunto de Inteligência, Gustavo Garcia, participa da reunião com o Comitê de Inteligência Integrada do Pacto Integrador de Segurança Pública Interestadual, para discutir a realidade de cada Estado. Um dos objetivos da reunião é intercâmbio de boas práticas a fim de reduzir homicídios dentro e fora do sistema prisional.